9 de jun de 2014

[REVIEW] Primeiro Amor, James Patterson & Emily Raymond

"Axi Moore é uma garota certinha, estudiosa, bem comportada e boa filha. Mas o que ela mais quer é fugir de tudo isso e deixar para trás as lembranças tristes de um lar despedaçado. A única pessoa em quem ela pode confiar é seu melhor amigo, Robinson. Ele é também o grande amor de sua vida, só que ainda não sabe disso. Quando Axi convida Robinson para fazer uma viagem pelo país, está quebrando as regras pela primeira vez. Uma jornada que parecia prometer apenas diversão e cumplicidade aos poucos transforma a vida dos dois jovens para sempre. De aventureiros, eles se tornam fugitivos. De amigos, se tornam namorados. Cada um deles, em silêncio, sabe que sua primeira viagem pode ser também a última, e Axi precisa aceitar que de certas coisas, como do destino, não há como fugir. Comovente e baseado na própria vida do autor, este livro mostra que, por mais puro e inocente que seja, o primeiro amor pode mudar o resto de nossas vidas."

Sabe aquele livro que você vê o título e já faz careta? Essa foi minha reação ao me deparar com Primeiro Amor (desculpe-me os românticos mas, realmente, não curto muito livros com temáticas tão bobinhas quanto "primeiros amores"). No entanto, quando vi de quem era o livro, criei uma certa curiosidade para ler (afinal, James Paterson havia escrito um dos meus livros favoritos do ano passado, Diário de Suzana para Nicolas) e, aproveitando que esse seria um dos livros do próximo Clube do Livro, não perdi a oportunidade de lê-lo - e não poderia ter me surpreendido mais por essa história.

Por quê é tão difícil falar sobre um livro que gostamos muito? Para vocês terem uma ideia, faz pelo menos 3 dias que estou tentando escrever essa review e ainda acho que não vou conseguir falar tudo o que achei e senti com ele... bom, pelo menos vou tentar!
Axi Moore tem 16 anos e é uma menina careta (MC, como Robinson à chama frequentemente) - é estudiosa, viciada em livros, toda certinha etc - que decidi fugir de sua cidade pequena, que só trás lembranças ruins de seu passado, para embarcar em uma road trip pelos Estados Unidos. Obviamente, a garota havia planejado tudo: rota, dinheiro (que ela conseguiu trabalhando como babá), o que deveria levar e, claro, quem iria ser seu companheiro de aventura que não poderia ser ninguém mais do que Robinson, seu melhor amigo - e por quem está apaixonada há tempos e quem Axi não tem a mínima coragem de revelar seus verdadeiros sentimentos.
Robinson topa sem pensar duas vezes entrar nessa jornada, porém, acha que, se vão mesmo se aventurar, eles precisam fazer isso com mais estilo - e assim Axi e Robinson roubam uma Harley (o primeiro roubo de muitos outros) iniciando a viagem que vai mudar a vida de ambos.
Logo nas primeiras páginas simpatizei muito com a dupla: Robinson é todo charmoso, engraçado, ama música e um completo inconsequente; já Axi é centrada, ama os livros e coloca Patife nos eixos. É gostoso de acompanhar o relacionamento dos dois com todos os diálogos bem humorados e a proteção que um tem pelo outro. O que me incomodou um pouco foi Axi o tempo todo se lamentando por não ter coragem de confessar seu amor pelo Robinson mas de qualquer forma isso não prejudicou em nada na fluidez da leitura.
Confesso que fiquei um tanto decepcionada quanto a road trip. Esse foi um dos pontos que mais me chamaram a atenção quando fui procurar sobre o livro e acabou que não foi o que eu esperava. Sim, os lugares que eles conheceram me pareceram bacanas mas Axi (que narra a história) quase não fala sobre onde estão e tudo o mais. Mas, em compensação, temos várias citações famosas de livros e músicas por todo o livro e eu adorei!
Ao fim da primeira parte, acontece uma grande reviravolta que vai mudar totalmente o rumo da história. De alguma forma, eu já esperava o que estava por vir mas ainda assim foi um grande baque descobrir que estava certa sobre minhas suspeitas. Acho que à partir daí é onde a história realmente acontece e é impossível largar o livro - e impedir que algumas lágrimas aflorem.
Ah! Achei a diagramação do livro linda (viram só a contracapa?) e só tenho uma coisa para "reclamar" que foi a revisão - encontrei várias palavras que estavam com letras faltando - mas é algo que pode ser consertado em edições futuras.
Sem mais, Primeiro Amor é um livro que trata de coragem, amor e principalmente sobre aproveitar o dia e é mais que indicado para quem procura uma leitura rápida com uma história comovente e sensível que James Patterson já mostrou ser mestre em fazer.
Primeiro Amor é livro de James Patterson e é publicado pela Novo Conceito. Adicione o livro no skoob.

Nenhum comentário:

Postar um comentário


Layout: Bia Rodrigues | Tecnologia do Blogger | All Rights Reserved ©